ACOMPANHE A PREFEITURA NAS REDES SOCIAIS Facebook Twitter Youtube SoundCloud Instagram
Home|Notícias|Prefeitura intensifica vacinação em abrigos de imigrantes para conter surto de catapora
NOTÍCIAS
Saúde
11/01/2019 14h50
Prefeitura intensifica vacinação em abrigos de imigrantes para conter surto de catapora

Bloqueio vacinal executado pela prefeitura tem a finalidade de interromper a cadeia de transmissão da doença dentro dos abrigos. (Foto: Jackson Sousa)

Jornalista: Jamile Carvalho

 

As equipes de imunização da prefeitura executaram nesta sexta-feira, 11, uma ação de bloqueio vacinal no abrigo de venezuelanos no Nova Canãa. O objetivo é interromper a cadeia de transmissão da varicela (catapora) dentro do local. A medida foi tomada desde que foi identificado um caso da doença no abrigo Rondon 1, na última terça-feira.

 


 

A diretora de vigilância epidemiológica de Boa Vista Roberta Calandrini explica, no entanto, que o surto da catapora em abrigos ocorre desde o ano passado. O surto da varicela já acontece desde o ano passado em cinco abrigos e a prefeitura vem trabalhando efetivamente, conforme preconiza o Ministério da Saúde, que é realizar ações de bloqueio na população dos abrigos. Hoje nós temos dois casos registrados, um no abrigo Rondon 1 e outro no Nova Canãa. Temos avaliado os cartões vacinais e as crianças que não possuem a vacina são imunizadas”.

Roberta Calandrini – diretora de vigilância epidemiológica de Boa Vista

 

 

A doença pode ser prevenida através da vacina tetra viral, disponível nas unidades básicas de saúde, que protege contra sarampo, caxumba, rubéola e catapora, na rotina de vacinação de crianças entre 15 meses e 2 anos de idade que já tenham sido vacinadas com a primeira dose da vacina tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola).

 

O surto é considerado quando há o registro de um caso em ambientes fechados com grande aglomeração de pessoas, como é o caso dos abrigos. Por isso a vigilância epidemiológica é acionada para fazer o bloqueio vacinal e evitar que outras crianças possam ficar doentes”.

 

O chefe de comunicação da Operação Acolhida, major Eduardo Milanez esclarece que não há motivos para preocupação e que a situação está sob controle. No início da semana tínhamos diagnosticado cinco casos, mas hoje estão confirmados apenas dois, não há motivos para alardes e nem preocupação, a vigilância em saúde do município tem dado a pronta resposta com efetividade e a situação hoje está controlada dentro da Operação Acolhida”.

 

Catapora - A catapora ou varicela é uma doença cuja evolução é geralmente benigna, com sintomas leves, e o próprio organismo da pessoa infectada cria as defesas que servirão para protegê-lo para o resto da vida.

 Major Eduardo Milanez - chefe de comunicação da Operação Acolhida

 

Apesar de ser uma doença benigna e tão disseminada, a catapora deve ser tratada de forma cuidadosa, evitando o contato do doente com outras pessoas e observando as prescrições do profissional de saúde para sua cura completa e rápida, com o mínimo de transtornos para o paciente, sua família e a comunidade.

 


 

Números - Em 2018 foram notificados 644 casos de catapora no município de Boa Vista, destes 105 foram em imigrantes venezuelanos residentes nos abrigos e nos diversos bairros da capital. A prefeitura vem trabalhando de forma integrada com os abrigos e com as Forças Armadas com a finalidade de reduzir os fatores de risco à saúde da população imigrante e brasileira. 

FALE BOA VISTA LIGUE 156
Prefeitura Municipal de Boa Vista, Trabalhar e Cuidar das pessoas
Prefeitura Municipal de Boa Vista
Palácio 9 de Julho | Rua General Penha Brasil, 1011 - São Francisco | CEP: 69305-130 TELEFONE: 156 | Boa Vista - Roraima - Brasil