ACOMPANHE A PREFEITURA NAS REDES SOCIAIS Facebook Twitter Youtube SoundCloud Instagram
Home|Notícias|Profissionais de saúde de Boa Vista são capacitados em atendimento a pacientes com HIV e Sífilis
NOTÍCIAS
Saúde
15/05/2019 11h24
Profissionais de saúde de Boa Vista são capacitados em atendimento a pacientes com HIV e Sífilis

 

Jornalista: Jamile Carvalho

 

A Prefeitura de Boa Vista iniciou esta semana com uma capacitação em manejo clínico do HIV e da Sífilis para os profissionais médicos, enfermeiros, farmacêuticos e biólogos da atenção básica do município.  Ao todo, três turmas atualizarão seus conhecimentos até o dia 22, na Faculdade Roraimense de Ensino Superior (Fares).

 

Sebastião Diniz - Coordenador municipal de HIV/AIDS

 

De acordo com o coordenador municipal de HIV/AIDS Sebastião Diniz, o objetivo é preparar os profissionais para o diagnóstico precoce, humanizar o atendimento e aprimorar a qualidade na assistência às pessoas.

 

“A capacitação é para melhorar o acesso e a conduta do profissional na ponta, para atender as pessoas que vivem com HIV, quem fez o teste rápido na unidade e lá mesmo já recebe o tratamento. Temos um número grande de pessoas, entre jovens e adultos, a serem tratados. Nosso objetivo é diminuir o numero de notificação e fazer a busca ativa dessas pessoas. A capacitação serve para reforçar  o processo de triagem e a testagem no município e assim poder tratar esse paciente adequadamente”.

 


 

Gabrielle Almeida Rodrigues - Apoiadora do projeto Resposta Rápida à Sífilis nas Redes de Atenção à Saúde

 

Gabrielle Almeida Rodrigues é apoiadora do projeto Resposta Rápida à Sífilis nas Redes de Atenção à Saúde e uma das facilitadoras da capacitação. Ela afirma que o número de notificação da doença na capital tem aumentado.

 

“O País vive uma epidemia de Sífilis e em nosso município a notificação de casos tem aumentado expressivamente. Essa capacitação serve para alinharmos e buscar maior efetividade para quebrar a cadeia de transmissão da doença. Estamos trabalhando para eliminar a Sífilis congênita e reduzir a Sífilis adquirida na capital”.

 

Entre os temas abordados estão os aspectos éticos e legais das pessoas vivendo com HIV, linhas de cuidado pré e pós-exposição aos vírus (Pep e Prep), manejo da sífilis adquirida e sífilis gestante, além do manejo da infecção pelo HIV na atenção básica e critérios para encaminhamento ao Serviço de Atendimento Especializado (SAE).

 

Também será abordada a descentralização do atendimento ao paciente portador do vírus HIV/AIDS, que não apresenta sintomas relacionados à doença, por meio da realização do manejo nas unidades básicas de saúde.

 


 

A enfermeira Mariza Ferreira de Sousa, da unidade básica de saúde do Santa Tereza disse que é importante participar da capacitação. “Diariamente lidamos com todos os tipos de pacientes, essa capacitação ajuda muito a gente entender mais todo esse processo desde a confirmação do teste até o início do tratamento, acompanhamento e monitoramento desse paciente, são muitas informações novas que ajudam bastante”.

 

Hoje, a Prefeitura de Boa Vista possui oito unidades básicas de saúde que atuam com a descentralização do manejo de pessoas que vivem com o vírus HIV/AIDS, o objetivo é que todas as 34 unidades passem a trabalhar na oferecer esse serviço.

 

FALE BOA VISTA LIGUE 156
Prefeitura Municipal de Boa Vista, Trabalhar e Cuidar das pessoas
Prefeitura Municipal de Boa Vista
Palácio 9 de Julho | Rua General Penha Brasil, 1011 - São Francisco | CEP: 69305-130 TELEFONE: 156 | Boa Vista - Roraima - Brasil