ACOMPANHE A PREFEITURA NAS REDES SOCIAIS Facebook Twitter Youtube SoundCloud Instagram
Home|Notícias|Servidores de Boa Vista se tornam multiplicadores no combate ao Aedes nos bairros da cidade
NOTÍCIAS
Saúde
11/07/2019 16h16
Servidores de Boa Vista se tornam multiplicadores no combate ao Aedes nos bairros da cidade

 

Jornalista: Jéssica Ferri

 

A Prefeitura de Boa Vista tem encarado o Aedes aegytpi com força total através de ações intensivas de combate pela capital. Para reforçar essa luta, o trabalho também começa em casa através do projeto 10 Minutos Contra o Aedes, que leva orientações aos servidores dentro dos órgãos municipais. Nesta quinta-feira (11), os agentes encerraram as visitas do projeto com uma ação na Secretaria Municipal de Saúde (SMSA).

 

Nos últimos quatro meses, a equipe da Unidade de Vigilância e Controle de Zoonoses (UVCZ) visitou 18 secretarias municipais com ações do projeto 10 Minutos em parceria com o Programa Servidor de Valor. Durante as visitas, os agentes de Combate às Endemias orientaram os servidores de forma didática sobre como identificar os criadouros e fazer a eliminação nas casas.

 

De acordo com a diretora da UVCZ, Maria da Conceição, o objetivo é orientar os servidores para que eles se tornem multiplicadores das informações de combate ao mosquito dentro da comunidade e na família.

 


 

“Os servidores que passam o dia no trabalho podem aprender as informações essenciais para combater o mosquito e repassar as informações aos familiares que estarão em casa, aos amigos, aos vizinhos criando uma rede importante de disseminação de informações que podem até mesmo impedir que o mosquito chegue a nascer”, destaca.

 

Maria da Conceição - Diretora da UVCZ

 

As equipes palestraram nas secretarias e também a abordagem de sala em sala nos setores com materiais educativos. Também foi disponibilizada uma lupa para a demonstração do ciclo de vida do mosquito.

 

Mais de 500 servidores receberam as orientações nas secretarias. Entre as informações, também foi falado sobre a importância da população permitir a entrada dos agentes de endemias nas casas para fazer a reverificação dos quintais.

 


 

Na ação da SMSA, a coordenadora de saúde Patrícia Carlos Pinheiro participou da palestra e ficou atenta às orientações. “Para nós que passamos o dia fora é muito importante saber sobre como podemos contribuir para o combate ao mosquito. Tenho uma bebê e me preocupo muito com o bem-estar dela. Por isso, vou colocar em prática as orientações dos 10 minutos na minha casa”, comentou.

 

Patrícia Carlos Pinheiro - Coordenadora de saúde

 

Segundo Samuel Garça, coordenador do Núcleo de vetores e doenças transmitidas por vetores, a população tem um papel indispensável no combate ao mosquito e esse compromisso deve ser levado a sério.

 

“A prefeitura tem feito sua parte diariamente, sempre buscando parcerias, investindo na orientação dos munícipes nas visitas domiciliares onde também é feito o trabalho de controle larvário, eliminação mecânica dos criadouros e tratamento químico, mas todo esse trabalho não será suficiente se a população não adotar hábitos mais responsáveis para evitar a proliferação do Aedes dentro dos próprios quintais”, enfatiza Samuel.

 

Samuel Garça - Coordenador do Núcleo de vetores e doenças transmitidas por vetores

 

 

A importância do projeto

 

O projeto 10 Minutos contra o Aedes Aegypti foi idealizado incialmente para acontecer nas escolas municipais em 2018, sensibilizando a comunidade escolar e os alunos sobre a contribuição de cada um na prevenção das doenças transmitidas pelo mosquito.

 

Este ano, o projeto foi levado também às secretarias municipais. Segundo o secretário de saúde, Cláudio Galvão, o projeto leva em conta que com apenas 10 minutos semanais as pessoas podem eliminar os criadouros, evitando que os mosquitos se reproduzam na água parada.

 

Cláudio Galvão - Secretário municipal de saúde

 

“Uma vista de 10 minutos no quintal de casa é essencial para proteger não só a família daquela residência, mas também toda a vizinhança. Incentivar e orientar as pessoas sobre como elas podem contribuir para combater o mosquito é muito importante para fortalecer o trabalho que já é feito todos os dias pelos agentes nas visitas domiciliares”, diz.

FALE BOA VISTA LIGUE 156
Prefeitura Municipal de Boa Vista, Trabalhar e Cuidar das pessoas
Prefeitura Municipal de Boa Vista
Palácio 9 de Julho | Rua General Penha Brasil, 1011 - São Francisco | CEP: 69305-130 TELEFONE: 156 | Boa Vista - Roraima - Brasil