ACOMPANHE A PREFEITURA NAS REDES SOCIAIS Facebook Twitter Youtube SoundCloud Instagram
Home|Notícias|DIA “C” - Professores e gestores municipais contribuem com elaboração da Base Nacional Comum Curricular
NOTÍCIAS
Educação
14/09/2018 17h00
DIA “C” - Professores e gestores municipais contribuem com elaboração da Base Nacional Comum Curricular
Foto - Igorh Martins
O Documento Curricular da Educação Infantil e Ensino Fundamental será criado com base na contribuição feita pelos professores e gestores (Foto - Igorh Martins )

ornalista: Jéssica Costa

 

Para melhorar o ensino na rede pública, professores e gestores de Boa Vista foram convidados para darem sua contribuição na elaboração da Base Nacional Comum Curricular (BNCC), documento que norteia a educação no país. Cada um deve escolher até a próxima segunda-feira, um dia – chamado de “Dia C” – para participar da Consulta Pública sobre Documento Curricular da Educação Infantil e Ensino Fundamental. 

 

O período teve início no dia 23 de julho e representa um momento em que professores, gestores escolares, gestores de redes de ensino, pais e alunos das escolas sugerem melhorias na educação infantil e ensino fundamental, construindo juntos as diretrizes importantes para a aprendizagem dos alunos. O Documento Curricular vai orientar a educação das redes públicas (municipal e estadual) e das escolas privadas da região. 



 

Foram meses de construção conjunta por meio do regime de colaboração entre Estado e municípios, coordenados pelo Conselho Nacional dos Secretários de Educação (Consed) e pela União dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), em parceria com o Ministério da Educação (MEC), por meio do Programa de Apoio à implementação da Base Nacional Comum Curricular (ProBNCC). 

 

De acordo com Gilvan Salvador, redator da BNCC, as escolas municipais tiveram a liberdade de escolher um dia para que todos os professores pudessem acessar a plataforma e inserir suas contribuições. “Eu e outros redatores fizemos o trabalho inicial de formar grupos de trabalhos por disciplina para facilitar o processo. Este é o momento deles contribuírem e, após concluída esta fase, nos reuniremos para analisar as informações reunidas e deixar aquelas que forem pertinentes”, destacou. O documento final deve ficar pronto em novembro.

 

Rosalina Balta, professora da Escola Municipal Pequeno Polegar, acrescentou sua contribuição no documento e falou da importância em participar de momentos como este. "Participar da construção de um documento oficial que norteará o ensino é algo que nos deixa muito satisfeitos enquanto profissionais. Como professora regular e também de artes, indiquei a importância de estudarmos o nosso regionalismo, pois muitas vezes recebemos o material de fora e acabamos estudando muito mais outras culturas, ao invés da nossa. É preciso que nossos aspectos regionais virem parte da rotina das crianças", ressaltou. 

 


 

Na sede do Programa Família Que Acolhe, 40 profissionais das Casas Mãe e Proinfâncias também se reuniram para contribuir com o Documento Curricular. “Com a presença deles teremos, pelo menos, 40 novas contribuições que acrescentarão na educação infantil, principalmente às crianças na faixa dos 2 e 3 anos”, destacou Maria do Carmo de Azevedo Salvador, coordenadora geral das Casas Mãe. 

 

A BNCC - A Base Nacional Comum Curricular foi homologada em 2017 pelo Governo Federal. Nela são definidos alguns direitos fundamentais à aprendizagem e ao desenvolvimento, que vão orientar a elaboração dos currículos nacionais. Na Base se fundamentam princípios éticos, políticos e estéticos, no qual todas as formas de discriminação, preconceito e exclusão são combatidos.

 

Crianças, adolescentes, jovens e adultos têm direito ao respeito e ao acolhimento na sua diversidade, sem preconceitos de origem, etnia, gênero, orientação sexual, idade, convicção religiosa ou quaisquer outras formas de discriminação, assim como seus saberes, identidades, culturas e potencialidades. 

 

 


 

Além disso, também têm direito à apropriação de conhecimentos referentes à área socioambiental que afetam a vida e a dignidade humana em âmbito local, regional e global. A BNCC preconiza que a participação em práticas e fruições de bens culturais diversificados, valorizando-os e reconhecendo-se como parte da cultura universal e local. 

FALE BOA VISTA LIGUE 156
Prefeitura Municipal de Boa Vista, Trabalhar e Cuidar das pessoas
Prefeitura Municipal de Boa Vista
Palácio 9 de Julho | Rua General Penha Brasil, 1011 - São Francisco | CEP: 69305-130 TELEFONE: 156 | Boa Vista - Roraima - Brasil